Triumph e o desenvolvimento do protótipo TE-1

Triumph está trabalhando no desenvolvimento de uma elétrica. E está bem acompanhada



A iniciativa faz parte de um projeto em conjunto com empresas como WMG (Warwick Manufacturing Group) a divisão de mobilidade elétrica da Integral E-Drive e a divisão Advanced Engineering da escuderia Williams da F1. Cada uma das partes tem uma responsabilidade de peso: a Triumph é a responsável pelo desenvolvimento do quadro do protótipo e também do software de gestão dos sistemas elétricos que proporciona controle de tração, frenagem regenerativa e a resposta do acelerador. A WMG é encarregada de realizar medições e testes. A Integral E-Drive desenvolve o sistema de transmissão elétrico e a divisão da equipe inglesa de F1, é responsável pelo motor e o sistema de bateria.


“Este projeto vai fornecer um dos fundamentos para nossa futura estratégia de motocicletas elétricas, que está totalmente focada em entregar o que os condutores querem de sua Triumph” - Nick Bloor, CEO da Triumph.


Com design muito semelhante ao da atual geração da Speed Triple, o protótipo chamado TE-1 conta com motor que produz 130 kW, o equivalente a aproximadamente 174 cv de potência e pesa apenas 10 kg. Duas observações aqui: a primeira é que ele é bem leve em comparação aos demais motores elétricos de motos atuais. A outra é que novamente fica impossível não pensar em como 10kg representa apenas uma pequena parte do peso que um motor de combustão interna teria.



Por mais que as suspensões, o farol e a b