Mais rápida que nunca! Triumph Daytona 765 é flagrada na Espanha.


créditos pela foto: Motor Cycle News

A Daytona 675 está ausente das lojas da Triumph aqui no Brasil desde o inicio de 2017: o modelo 675R foi silenciosamente desaparecendo sem deixar vestígios, vítima dos implacáveis padrões de emissão sonora e poluente na Europa. Mas desde o início, ficou a sensação de que não seria um adeus para sempre. Com o motor 765 da atual Street Triple o caminho já estava traçado. Para muitos, a versão RS poderia muito bem ser a nova Daytona, bastando para isso apenas acrescentar a carenagem. O fato é que este motor se tornou o padrão da Moto2 para a temporada de 2019 e há pouco tempo a Triumph havia registrado uma nova patente utilizando a marca Daytona. Com isso as peças do quebra-cabeça foram se encaixando: tudo que era precisávamos fazer era esperar pelo novo modelo da Daytona. E o momento chegou. A moto foi vista pela Motor Cycle News sendo testada na Espanha, o que significa que seu retorno é iminente.


créditos pela foto: Motor Cycle News

Tudo bem, a cara é a mesma da antiga 675R. Mas se você está familiarizado com o motor triplo 765cc pode facilmente reconhecer ele através dos desenhos das tampas laterais que são possíveis de se ver mesmo em se tratando de uma moto carenada. Outros fatores que nos permitem distinguir esta moto da 675R são as setas em led iguais as que a montadora vêm equipando seus modelos mais modernos e é claro, talvez o fator mais importante. O escapamento é completamente diferente da moto anterior. Ver esta Triumph esportiva impulsionada pelo motor 765 praticamente confirma a teoria de que o modelo vai chegar no mercado mais cedo ou mais tarde.


créditos pela foto: Motor Cycle News

A Triumph introduziu a Daytona 675 em 2006 como uma evolução da anterior 650. O modelo tornou-se uma sensação instantânea, principalmente graças ao seu três cilindros em linha que preencheram facilmente o gap de torque em baixa e média rotação deixado pelos quatro em linha. Com a agressividade do design europeu, desempenho muito satisfatório e preço condizente, a Daytona 675 se tornou uma forte concorrente para várias outras sport-bikes de média cilindrada.


Em 2011, a Triumph lançou a 675R, que utilizava tudo o que o Daytona 675 de nível básico tinha e elevava ainda mais o nível com componentes de corrida como freios Brembo, suspensōes Ohlins, quickshifter, detalhes vermelhos na pintura e peças em fibra de carbono. Após uma bem sucedida campanha de 12 anos no mercado, o padrão 675 foi acabando nos showrooms em 2016, e dois anos depois ocorreu o mesmo com o modelo R: o motor 675cc não era compatível com a norma Euro4 e uma mudança era necessária.


Após isso, a Triumph apresentou em 2017 a Street Triple 765 em três versões: S, R e RS. No Brasil as versões S e RS estão presentes e contam com um novíssimo motor três em linha de 765cc, desta vez atendendo não apenas ao Euro4 é claro, mas também ao Euro5. Em 2018, uma versão carenada de 765cc chegou às corridas quando a Triumph se tornou a fornecedora oficial dos motores para a Moto2. Este novo motor tem capacidade para produzir cerca de 135 cavalos de potência, com a possibilidade de ser ajustado para ainda mais potência. Sem dúvidas uma excelente notícia para os entusiastas de motovelocidade! Digo isso porque além de um motor destes mudar completamente a dinâmica das corridas da categoria Moto2, há a possibilidade de você adquirir uma moto que utiliza este motor. Ou pelo menos vai haver, quando a moto finalmente for lançada.


Protótipo para corridas em 2018 utilizando o motor triplo 765cc.

Talvez ainda seja cedo para dizer quando isso vai acontecer, mas eu diria que talvez 2020 vai ser o ano em que teremos a Daytona renovada nas ruas (e pistas) do mundo todo.

© 2020 - Motorama S. P. LTDA.

CNPJ 36.892.387/0001-85

-----

canalmotorama@gmail.com

-----

Envio dos produtos da loja de 7 a 20 dias a depender do produto.

  • Youtube
  • Facebook
  • Instagram