Finalmente: Suzuki V-Strom 1050 no Brasil

A J. Toledo, representante da Suzuki em terras tupiniquins, fez o registro oficial da Big Trail no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial). E com isso, agora é certo de que a nova versão da V-Strom irá desembarcar por aqui, apesar de ainda não ter uma data definitiva.


Suzuki V-Strom 1050 virá ao Brasil

A Suzuki V-strom 1050 da nova geração foi apresentada no Salão de Milão de 2019, e chamou a atenção por ter um visual que faz clara alusão aos modelos clássicos da marca, como a DR da década de 80 por exemplo. Essa estratégia não é uma novidade para a Suzuki em se tratando de seus últimos lançamentos, já que a marca fez o mesmo movimento ao lançar uma releitura da Katana ano passado.


Suzuki Katana 2020: uma releitura do modelo oitentista.

O Design vem com linhas retas e simples, cores chamativas ao estilo oitentista, e contrasta isso com muita tecnologia embarcada, como por exemplo, aceledador eletrônico com 3 modos de pilotagem e três níveis de controle de tração, iluminações em LED, assistente de partida em rampa, ABS desligável para o off-road, painel 100% digital e mais completo, porém com tela de LCD e não TFT (tecnologia mais atual para telas de painéis de moto atualmente), novo pára-brisas ajustável, protetores de mão, e claro, o motor V-Twin de 90° de 1037cc que agora tem 50cc a mais. E isso também aumentou sua potência de 100 para 107cv, além de ter sido modificado para atender as normas Euro 5 de emissões de poluentes.


V-Strom 1050 XT

A moto ainda será vendida em duas versões, a versão básica, e a versão XT, que vem mais equipada já de fábrica. O tanque das duas versões será igual, de 20L de capacidade, com autonomia para até 400km com uma única abastecida.


O chassi também é novidade em relação ao modelo anterior com uma nova balança de alumínio. As rodas dianteiras são aro 19 e as traseiras são aro 17, e equipam o modelo básico com liga leve, e versão raiada para o modelo XT.



A suspensão dianteira da moto é invertida da marca Kayaba com 43mm, e ajustável. Já na traseira, ela tem um monoamortecedor com ajuste de pré carga da mola. Pra freiar esse "trator" ela vem com freios tokico com disco duplo de 310mm na dianteira e ABS que tem funcionamento especial em curvas, que analisa a inclinação da moto antes de ser acionado.


A Suzuki ainda não divulgou os preços que serão praticados no Brasil, porém, espera-se que a V-Strom 1050 custe algo acima dos R$ 54 mil cobrados no modelo vendido por aqui atualmente.

© 2020 - Motorama S. P. LTDA.

CNPJ 36.892.387/0001-85

-----

canalmotorama@gmail.com

-----

Envio dos produtos da loja de 7 a 20 dias a depender do produto.

  • Youtube
  • Facebook
  • Instagram