A Revolta de Atlas.

São essas notícias que me deixam entusiasmado quando falo que vivemos um momento interessante para os fãs de moto. A volta da Jawa como pudemos ver na notícia anterior aqui no site, a Norton anunciando incríveis modelos como veremos agora neste texto...quem sabe a Vincent não volta também? Não custa sonhar.


A Norton não voltou exatamente agora. Há alguns anos, Stuart Garner comprou a marca e desde então vem agraciando o mundo com motos incríveis, como você pode ver aqui. Mas nenhuma moto lançada até agora pela nova encarnação da Norton se parece com estas novas Atlas.

Norton Atlas 650 Nomad.

Norton Atlas 650 Ranger.

Essa moto vai ser lançada em dois modelos, Nomad e Ranger. Ela tem um motor 650 cc completamente novo que produz 6,49 kgf.m de torque e 86cv. Ela possui também um novo chassi tubular em aço e componentes de alta especificação como pinças de freio Brembo. Como podemos ver, é uma moto com pegada scrambler e a expectativa é de que a Norton venda ela por volta de 10.000 euros, o que poderia transformar completamente a Norton na indústria motociclística atual.

Norton Atlas 650 Ranger.

Norton Atlas 650 Nomad.

“Estamos na fase final de desenvolvimento prestes a colocar os primeiros motores a prova” disse o chefe de design, Simon Skinner. “Fizemos ela de forma com que fosse uma moto com atitude, e ela fica bem no meio termo entre as nossas Commando 961 e a V4. Não é uma scramber retrô como as que a BMW ou a Triumph estão produzindo. Eu não queria criar uma moto retrô. Talvez a moto mais próxima a esta seria a Ducati Scrambler Desert Sled mas a nossa é uma motocicleta mais premium e mais poderosa” continua Skipper.

Norton Atlas 650 Ranger.


A Norton decidiu chamar essa nova máquina de Atlas devido a sua clássica motocicleta de 1962, que recebeu logo um ano após seu lançamento, especificações voltadas para melhor desempenho off-road. Nascia assim a Atlas Scrambler.

Norton Atlas 1963

A diferença entre a Nomad e a Ranger, além das pequenas alterações de design, é a roda de 19 polegadas na Ranger, contra 18 polegadas na Nomad. O tanque tem capacidade para 15 litros.


O momento de lançamento de um motor novo por uma marca histórica como a Norton, é um momento interessante. Principalmente quando esse motor está equipado em motos tão animais como estas! Eu gosto muito de motores dois cilindros que privilegiam principalmente torque, então gostaria de um dia, quem sabe, experimentar estas novas Atlas 650. Podemos esperar um motor que deve se sair muito bem em diversas situações porque junto com o lançamento das duas versões da Atlas, a Norton anunciou também a Superlight, que é basicamente uma versão menor da superbike da marca, a V4 RR. A Superlight virá

com o mesmo novo motor bicilíndrico 650 cc, porem aqui gerando 106 cv de potência e 7,6 kgf.m de torque. Ela também ficou incrível e com certeza vai ganhar destaque aqui em breve.

Norton Superlight

Outra coisa legal a se dizer sobre os números, é o fato de em meio a tantas motos 800cc, 900cc, e até 1200cc com as quais essa nova Atlas provavelmente vai concorrer (sem falar em outras motos com motores maiores ainda que não sejam necessariamente concorrentes dela) a Norton optar por desenvolver um motor 650 cc. Isso é legal, principalmente agora que não vemos muitos desses por aí. Eles priorizaram a idéia de maior leveza da moto como um todo e de maior eficiência de combustível ao desenvolverem um motor de média cilindrada como este. Esta moto pesa nada mais do que 178 kg senhoras e sehores.

Painel Norton Atlas 650 Nomad.

Detalhe no banco.

Norton Atlas 650 Nomad.

Norton Atlas 650 Ranger.

Será que um dia veremos uma de perto? Só o tempo para dizer. Espero que sim, pois esta moto deve ser diversão garantida!

1 comentário

© 2020 - Motorama S. P. LTDA.

CNPJ 36.892.387/0001-85

-----

canalmotorama@gmail.com

-----

Envio dos produtos da loja de 7 a 20 dias a depender do produto.

  • Youtube
  • Facebook
  • Instagram